Pantogar

Produtos encontrados: 5 Resultado da Pesquisa por: em 0 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 5 Resultado da Pesquisa por: em 0 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Pantogar: acabe com a queda de cabelo com este poderoso medicamento contra calvície

Desde que os cabelos se tornaram sinônimo de força e vitalidade física, a indústria farmacêutica e cosmética percebeu um mercado com potencial para ser explorado, em relação à procura por soluções para o tratamento para queda de cabelo. A partir daí, surgiram medicamentos para tratar a queda de cabelo, como o Pantogar.

Muito famoso e reconhecido pela sua habilidade em tratar da queda de cabelo, o remédio Pantogar estimula o crescimento saudável dos fios, fortalecendo-os da raiz até as pontas. Sua ação também se expande a prevenção do aparecimento de fios brancos, além do fortalecimento das unhas de pés e mãos.

Se você sofre com esse problema e está buscando algum remédio contra calvície para finalmente se livrar desse mal, continue lendo e saiba tudo sobre o medicamento Pantogar: o que é, como funciona, qual é a sua composição, vantagens, posologia, efeitos adversos, dicas para evitar a queda dos cabelos e muito mais! Continue acompanhando!

Esse remédio para cabelo consiste em um complexo vitamínico composto por queratina, cistina, ácido aminobenzóico, nitrato de tiamina (vitamina B1), e pantotenato de cálcio.

Em conjunto, estas vitaminas, nutrientes e sais minerais são transportados pela corrente sanguínea e agem no couro cabeludo, estimulando uma hidratação profunda dos fios, além de auxiliar no crescimento saudável das unhas dos pés e das mãos.

Todas essas substâncias presentes remédio para crescer cabelo Pantogar tratam de forma eficaz a queda de cabelo, causada, em grande parte, por desequilíbrios hormonais, que afetam tanto homens quanto mulheres. Além disso, o Pantogar mantém o organismo abastecido com a quantidade necessária de vitaminas e nutrientes que nosso organismo precisa.

A maioria dos problemas relacionados a queda capilar está relacionada com a fase de crescimento (anágena), o que torna desproporcional a taxa de queda, alcançando 30%, sendo que o normal é até 10%. Basta pentear ou passar a mão para que saia grande quantidade de fios.

Este transtorno é conhecido como eflúvio telógeno (queda intensa de cabelo) e costuma atingir pessoas que sofreram traumas recentes e estão sofrendo com problemas hormonais e nutricionais, resultado da reação adversa à medicamentos e até como sintoma de outras doenças.

Conforme os fios vão indo embora, o cabelo vai ficando ralo e escasso, afetando a autoestima e, em alguns casos, causando até depressão em quem sofre com os sintomas da calvície.

Para esses casos o Pantogar é mais do que recomendado. Com tratamento que pode variar entre 3 à 6 meses, este remédio para calvície masculina e feminina recupera a estrutura original dos fios, seja por causa de danos mecânicos (escovação), químicos (alisamentos, tinturas, tratamentos, entre outros) e fatores externos (raios ultravioleta, chuva, poluição, pó e sujeira).

O objetivo do medicamento Pantogar é fazer com que os fios capilares retornem para a fase anágena, período no qual os fios começam realmente a emergir do couro cabeludo. Ao recuperar essa fase, a divisão celular e o aumento da quantidade de fios se torna mais perceptível em ambos os sexos.

Como todos os outros tratamentos, a utilização de Pantogar deve ser contínua e completar todo o período de tratamento para que haja os melhores resultados. Interromper o tratamento significa abandonar todos os ganhos obtidos durante o tempo de uso.

Segundo estudos, a eficácia do remédio para cabelo atinge percentuais de até 90% de sucesso no combate à perda de cabelo. Contudo, ainda existem casos isolados em que o retorno ao tratamento com Pantogar é recomendado, pois há a possibilidade de surgirem novos episódios de queda de cabelo alguns meses após o término do tratamento. Também existem outros benefícios proporcionados pelo medicamento, dentre os quais podemos citar:

O medicamento Pantogar é recomendado para os seguintes quadros:

  • Queda de cabelo difusa: A raiz dos fios se torna muito frágil, impedindo o correto crescimento do cabelo. Geralmente está associada a manifestações de stress, irritabilidade, ansiedade e deficiência de vitaminas e minerais no organismo.
  • Fios fracos, finos e quebradiços: Resultado da ausência de vitaminas e constante exposição a produtos químicos que alteram a estrutura natural dos fios, tornando-os mais frágeis e suscetíveis à queda.
  • Prevenção de fios brancos: a partir do momento em que o corpo começa a apresentar sinais de envelhecimento, a coloração natural dos fios também sofre alterações, fazendo com que o cabelo perca sua camada protetora contra a luz.
  • Cabelos danificados pelo sol: a constante exposição aos raios solares tende a acelerar o processo de oxidação dos fios, deixando-os mais claros, resultado da perda parcial da camada protetora dos fios.
  • Unhas frágeis e trincadas: Além de atuar na revitalização dos cabelos, pantogar também auxilia na recuperação de unhas quebradiças, recuperando sua força e vitalidade.

Para adultos, o tratamento para queda de cabelo se inicia com três cápsulas por dia, de preferência logo após as refeições. Já para crianças maiores de 12 anos, uma ou duas cápsulas já são suficientes.

Para garantir o efeito, não corte e nem mastigue o comprimido de Pantogar. Também é recomendado ingerir o medicamento com líquidos quentes, pois isso pode comprometer a sua ação no organismo.

Em relação ao seu uso durante a gravidez, é importante respeitar o período que compreende o terceiro para o quarto mês de gestação. A partir daí, diminua a dosagem diária para dois comprimidos, no último mês, tome apenas uma cápsula.

Este método de diminuição gradativa da dosagem facilita a absorção do alto número de nutrientes presentes nas cápsulas, ao mesmo tempo em que garante o crescimento do cabelo contínuo e uniforme do cabelo. Caso a medicação seja interrompida abruptamente, o fluxo de ingestão de nutrientes também será prejudicado.

  • Pantotenato de cálcio: Também conhecido como vitamina B5, é fundamental para a produção de hormônios e células vermelhas do sangue. Ele quebra e transforma os nutrientes presentes nos alimentos ingeridos em energia para as células do corpo, reduz o estresse ao regular os hormônios responsáveis por desencadearem a ansiedade e a depressão; mantém a pele saudável e o cabelo mais forte, macio e menos vulnerável à queda precoce.
  • Cistina: A cistina consiste em um aminoácido responsável por manter o funcionamento de reações químicas importantes para o organismo. Presente em alimentos como ovos e derivados do leite, cereais integrais, este aminoácido regula o metabolismo celular, o sistema imunológico, além fazer com que tecidos e órgãos permaneçam em constante funcionamento. A cistina também é o principal componente da queratina, que garante o funcionamento natural da raiz capilar.
  • Nitrato de tiamina (vitamina B1): Possui papel importante para prevenir distúrbios no metabolismo e aumentar a atividade metabólica da raiz do cabelo. Também possui capacidade antioxidante e protege as células dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.
  • Levedura medicinal: Estimula o metabolismo e faz com que surjam novas células capilares. Contém baixos níveis de gordura, carboidratos e sódio, que impactam diretamente no crescimento dos fios.
  • Queratina: Presente em cerca de 90% dos fios, a queratina é uma proteína fibrosa responsável por manter os cabelos saudáveis e fortes. É usada nos salões de beleza para o tratamento e fortalecimento dos fios que deficientes dessa proteína.
  • Ácido aminobenzóico: A vitamina B10 tem efeito na pigmentação do cabelo e evita o surgimento dos fios brancos, ao bloquear os efeitos dos raios ultravioleta. Também restaura a cor natural do cabelo esbranquiçados em 10 a 25% dos casos.
  • Excipientes: Como não possuem efeitos farmacêuticos, são utilizados para melhorar a composição do medicamento.

Assim como qualquer outro medicamento, o Pantogar também possui efeitos colaterais, porém a maioria não oferece maiores riscos à saudade, além de apresentar baixo índice de incidência.

Os possíveis efeitos colaterais são:

  • Enjoo
  • Coceira
  • Gases e dores no abdômen
  • Batimentos cardíacos acelerados
  • Suor excessivo
  • Urticária